the_plastica_age

Em que idade vivemos nós? Em muitos sítios já vem referido que, neste momento, e desde há alguns anos, vivemos na idade do plástico. A verdade é que cada vez que começa a época balnear, ou até mesmo durante o inverno quando damos um passeio pela praia, nos deparamos com o areal cada vez mais colorido!…

Se, na maior parte das situações da vida eu sou uma pessoa colorida e gosto de me rodear de cor, neste caso, dispenso isso. O areal está cada vez mais poluído e se em pequenas extensões se vêem  aglomerados de tampas, garrafas, baldes, cordas, tubos, embalagens… e por aí fora, imaginem o que estará espalhado pelos oceanos, sendo que só uma pequena parte vem ter a terra…

É obrigação de cada um de nós limpar o que “sujámos” mas também é nossa obrigação tomar a verdadeira consciência e produzir e consumir cada vez menos lixo. Quando digo consumir também se aplica à comida e isto até se liga ao post anterior.

Se pensarmos um pouco nisto, e este aspecto está bastante vincado no documentário “the plastic age”, se o plástico anda pelos mares é facílimo de entrar na nossa cadeia alimentar — os peixes tentam comer garrafas e as micro partículas de plástico que são ingeridas por eles serão ingeridas por nós mais cedo ou mais tarde. Quem sabe se a maior parte das doenças modernas, de que muitos de nós sofremos, não estão relacionadas com isto? Não me parece que seja exagero, basta ver algumas fotografias das ilhas de plástico, que existem espalhadas pelos oceanos, para perceber a verdadeira dimensão da questão. São, como também, é denominado no vídeo, os fósseis do futuro…

Se, mesmo assim, não vos apetecer ver este vídeo, vejam, pelo menos, e se for uma coisa que vos interessa mais, para conhecerem a nova colecção da G-Star RAW ou então para verem o Pharrell (sempre tão bem!!) a acumular mais uma profissão =).

Eu cá por casa tentarei cada vez mais fazer a minha parte e o lixo que encontrarmos na nossa praia, com certeza, que o ajudaremos a recolher.