Foto: Nathan Oldfield

Foto: Nathan Oldfield

Parece que anda toda a gente a falar de surf ou sou eu que tenho os ouvidos sintonizados para esse assunto? Desde que o conhecido surfista, Garrett McNamara, chamou a portugal a “califórnia da europa”, como se pode ler neste artigo de janeiro do Inquirer, o nosso querido país anda aí na boca dos surfistas pelo mundo fora.

Há uns tempos vi este video, feito pelo surfista e realizador Nathan Oldfield, e encomendado pela marca Seea. Achei que o devia partilhar convosco porque exprime muito bem aquilo que para mim é surfar. É um prazer que só descobri depois dos 40, mas de que já desconfiava há muito tempo. É um desporto, mas é muito mais do que isso. O sentimento de comunhão que se experimenta com o mar quando se está em cima de uma prancha a surfar uma onda ou simplesmente à espera do próximo set é fabuloso. Faz-me sentir que realmente pertenço a este mundo, que sou um ser em equilíbrio com a natureza.

Não, não são só os meus ouvidos que estão sintonizados para o surf. Parece que de repente algumas marcas de roupa “não-desportiva” se viraram para os fatos de surf. E é vê-los cada vez mais elegantes. Oysho e Pull&Bear lançaram umas colecções bem giras e a Mango também fala no assunto. Agora já não há razões para não experimentar surfar. Além daquela coisa muito profunda de sentir a comunhão com a natureza, blá, blá, blá também podemos ir lindas de morrer e todas fashion quebrar umas ondas!

Portugal está na moda e o surf também e ainda bem. Dizem, já se escreveu sobre o assunto, que o surf está a contribuir para o crescimento da nossa economia. É um desporto saudável, é um estilo de vida, enfim, podia aqui enumerar centenas de aspectos positivos em relação ao surf e, no entanto, neste clima de excitação nacional para com o turismo e com todas as actividades relacionadas e que contribuem para atrair  turistas, em Aveiro proíbe-se a prática do surf na Barra e Costa Nova!…